segunda-feira, 7 de junho de 2021

Lançamento: Biblioteca Digital do Informe da Moda

 

Nova Biblioteca Digital do Informe da Moda. Foto de divulgação. 

Oi gente, estamos aqui para trazer uma grande novidade.

Agora, você vai poder acessar todos os mais de 1.400 modelos do Informe da Moda através de uma plataforma online.


A decisão de digitalizar o Informe da Moda atende a uma demanda constante de nossa comunidade Centesimal que desejava colecionar todos os exemplares do Informe da Moda, desde que foi criado em 1978.

Em um primeiro instante, você poderá conhecer alguns dos inúmeros modelos que estão disponíveis nesta biblioteca digital, através de um acesso gratuito.

Mas, para poder ter acesso total aos mais de 1.400 modelos do Informe da Moda, você terá que escolher um dos nossos planos de assinatura.

Temos os planos de assinatura semestral ou anual, com descontos progressivos em função do tempo de assinatura.

Estamos investindo há anos na preparação de nosso material digital do Informe da Moda, desde sua digitalização até a publicação, para você ter ampla liberdade de escolha de modelos.

Esperamos que gostem do Informe da Moda no mundo digital. Agradecemos a sua confiança e parceria no nosso trabalho.

O Informe da Moda é feito por várias mãos e com o coração! ♥️🙌🏻

Para conferir essa novidade, acesse www.informedamoda.com.br.

Em caso de dúvidas, entre em contato conosco através dos seguintes canais de comunicação:

E-mail: atendimento@cortecentesimal.com.br
WhatsApp: (31) 97149-5676
(31) 3537-5292 (De Segunda à Sexta-feira - Das 9h às 18h)
(Horário comercial - 9h às 12h e das 14h às 18h - Segunda à Sexta)

OBS: O Informe da Moda é destinado a quem já trabalha com o Método de Corte Centesimal ou com o Sistema Moldecópia.

terça-feira, 1 de junho de 2021

Vem novidade por aí! Informe da Moda


Exemplares do Informe da Moda. Foto do Corte Centesimal. 


Um dos nossos materiais didáticos prediletos é o Informe da Moda, que faz parte dos nossos produtos voltados para o aperfeiçoamento dos métodos de modelagem de roupas - Método de Corte Centesimal e Sistema Moldecópia.

O Informe da Moda é uma publicação exclusiva do Corte Centesimal. Foi criado em 1978, pela dona Dora, com o objetivo oferecer apoio a quem adotou os nossos métodos, propiciando aperfeiçoamento através da interpretação de modelos mais elaborados.

Ao longo dos anos, a dona Dora já interpretou mais de 1.400 modelos de roupas. Foram mais de 200 edições desde a sua criação. Os exemplares sempre foram vendidos impressos em folha A4, de diversas maneiras, para quem quisesse montar a sua própria coleção particular. Cada modelo do Informe da Moda vai acompanhado da sugestão de cor, tecido, além da explicação técnica para a construção da roupa.

Você até pode achar que alguns modelos já estão “fora de moda”. Mas o que é Moda para você? Você já parou para analisar o quanto a moda é cíclica?

Que ela está sempre se reinventando e revisitando o “passado”? Que o que foi moda há 10, 15, 20, 30 anos sempre volta com outra releitura? Você já pensou nisso?

Portanto, os exemplares do Informe da Moda são extremamente úteis, independente da época que fazem parte.

A partir do momento que você domina o Método de Corte Centesimal e/ou o Sistema Moldecópia, você ganha liberdade para fazer novas releituras e adaptações modelo conforme o seu gosto.

E nós sempre ressaltamos as vantagens de se trabalhar com o Informe da Moda.



No papel, um modelo antigo. No computador, um modelo mais recente do Informe da Moda. 

 

VANTAGENS DO INFORME DA MODA

Para quem já tem um pequeno ateliê de roupas sob medida, ou uma confecção, os exemplares do Informe da Moda podem ser uma ótima fonte de inspiração para criação de modelos e de informação para resolução de peças mais elaboradas. As proporções já estão estudadas e ao mesmo tempo, ele traz informações técnicas e de tecidos. Mas, desde que você já trabalhe com um dos nossos dois métodos de modelagem de roupas para tecidos planos: Método de Corte Centesimal e/ou Sistema Moldecópia.

Para quem costura como hobby, as vantagens também são as mesmas de quem tem um ateliê. A sugestão do tecido é ótima para quem tem pouca experiência, pois determinados modelos de roupas não são adequados para alguns tipos de tecidos. Você sabia disso? Você corre menos risco de errar na compra

Já para quem é instrutora, a coleção do Informe da Moda é uma ótima oportunidade de se oferecer um curso de "Interpretação de Modelos".

Mas atenção: o Informe da Moda é destinado apenas para quem já trabalha com um dos nossos dois métodos de modelagem de roupas para tecidos planos: Método de Corte Centesimal e/ou Sistema Moldecópia.

Agora, você já imaginou poder encontrar todos os mais de 1.400 modelos do Informe da Moda numa plataforma online?

Se você já trabalha com o Método de Corte Centesimal e/ou com o Sistema Moldecópia e quiser mais informações, escreva para atendimento@cortecentesimal.com.br e fique de olho nas nossas publicações aqui e nas nossas redes sociais. 




SIGA O CORTE CENTESIMAL
Para saber mais sobre nossos produtos, visite o nosso site e as nossas mídias sociais.
SITE: www.cortecentesimal.com.br
LOJA VIRTUAL (E-Commerce):www.lojacentesimal.com.br
FACEBOOK: https://www.facebook.com/cortecentesimaloficial/
INSTAGRAM: @cortecentesimal
Blog Modelagem do Vestuário:
modelagemdovestuario.blogspot.com.br
YOUTUBE: Corte Centesimal
Telefone: (31) 3537-5292
WhatsApp: (31) 97149-5676 (Horário comercial - 9h às 12h e das 14h às 18h - Segunda à Sexta)E-mail: atendimento@cortecentesimal.com.br

terça-feira, 27 de abril de 2021

A história do Informe da Moda

 

Dona Dora fazendo mais um Informe da Moda

Chegar aos 91 anos fazendo o que mais ama, é ou não é um motivo muito grande para comemorar? Pois é, com essa paixão, ao longo dos anos, a dona Dora já interpretou mais de 1.400 modelos de roupas. É uma verdadeira “Bíblia” da modelagem.

Como a gente já contou, o Informe da Moda foi criado pela dona Dora, em 1978, com a proposta de trazer modelos mais elaborados e que eram tendências de uma época, para que as alunas que faziam curso de corte e costura, pudessem aperfeiçoar a modelagem que tinham aprendido pelo Método de Corte Centesimal ou pelo Sistema Moldecópia, através da interpretação de modelos.

Todos os modelos foram interpretados um a um por ela, sozinha e sem ajuda. No início, tudo era muito simples. Todo o processo era feito, literalmente, manualmente.

Antigo exemplar do Informe da Moda


Os modelos eram criados por uma estilista freelancer. Depois essa estilista passava o modelo para a dona Dora que destrinchava junto com a estilista, como seria a construção daquele modelo.

E aí, era hora de colocar a “mão na massa”. Papel, lápis, borracha, escalas e lá ia a dona Dora toda concentrada fazer a construção, a “arquitetura” daquela roupa.

Uma das primeiras alterações. Cada modelo ganhou uma página inteira. 


Depois, ela cortava os desenhos, colava nos espaços da folha, datilografava o texto explicativo, recortava, colava, fazia o xerox pra ver como ficaria.... ufal! Que trabalheira!

Ah! E já teve a época do mimeógrafo, que talvez as gerações mais novas nem conheçam.

Novo layout do Informe da Moda que passou a ser digitalizado.

“Quando criei o Informe da Moda, percebia que as alunas, depois de terem feito o curso de corte e costura, por não poder contar mais com a professora por perto, precisavam de um estímulo, de um incentivo a mais para praticar o que aprenderam.

Comecei então a ensinar através de um modelo o que se devia fazer. Primeiro, a observar bem os detalhes do modelo. Como é a blusa? Folgada ou justa? E seus detalhes? E qual o tipo de gola? E a saia? Reta? Evasê? Rodada? E o tecido? Enfim, a observar bem os detalhes antes de começar a traçar o molde.  E através do desenho em miniatura, realizado com o uso da Escala, apresentava todos os detalhes de uma modelagem que seria em tamanho natural.

Eu fazia tudo, o modelo sempre como uma oportunidade de utilizar uma técnica que foi ensinada. Traçar o desenho, colocar no papel as explicações datilografadas, colocar tudo no espaço de meia página. E tinha que render o espaço e apresentar dois modelos em cada folha pela dificuldade da impressão (era no mimeógrafo) e de distribuição.  Os exemplares eram enviados impressos pelos Correios para os assinantes do Informe da Moda,” contou Dora.

E assim foram os primeiros exemplares do Informe da Moda. A partir do ano de 2010, o Informe da Moda ganhou a contribuição da professora Júnia Franco, que começou a digitalizar os desenhos e os exemplares ganharam uma nova diagramação gráfica.

Como vocês podem ver, o Informe da Moda é feito por várias mãos, mas com o coração! Nos nossos destaques do Stories, você pode conferir também um pouco sobre esse processo de construção do Informe da Moda.

Em breve, traremos mais notícias sobre um novo lançamento que estamos preparando do Informe da Moda pra vocês! Aguardem!


SIGA O CORTE CENTESIMAL
Para saber mais sobre nossos produtos, visite o nosso site e as nossas mídias sociais.
SITE: www.cortecentesimal.com.br

LOJA VIRTUAL (E-Commerce):www.lojacentesimal.com.br
FACEBOOK: https://www.facebook.com/cortecentesimaloficial/
INSTAGRAM: @cortecentesimal
Blog Modelagem do Vestuário:
modelagemdovestuario.blogspot.com.br
YOUTUBE: Corte Centesimal
Telefone: (31) 3537-5292
WhatsApp: (31) 97149-5676 (Horário comercial - 9h às 12h e das 14h às 18h - Segunda à Sexta)
E-mail: atendimento@cortecentesimal.com.br

quinta-feira, 18 de março de 2021

Conheça a Renata e a dona Geralda

MULHERES DE DESTAQUE


 

Renata e sua mãe Geralda. Instrutoras do Sistema Moldecópia

Nosso destaque de hoje vai para duas mulheres. Mãe e filha. A dona Geralda e a Renata. A Renata é formada na área de Gestão Financeira. Em 2013, depois de anos trabalhando na sua área, trocou o mundo administrativo pelo universo dos tecidos, agulhas e tesouras.

 

E lá foi ela aprender com a sua mãe, a dona Geralda, tudo sobre modelagem através do Sistema Moldecópia. A dona Geralda é instrutora credenciada e teve a alegria de poder passar para a sua filha, todo o seu conhecimento. São mais de 30 anos de experiência dedicados ao corte e a costura. “Ensinar é a sua paixão”, disse Renata.

 

Assim, a Renata também se tornou uma instrutora credenciada do Sistema Moldecópia. Juntas, elas ensinam outras pessoas que desejam aprender tanto por hobby, como também quem deseja se aperfeiçoar profissionalmente. Além de dar aulas, elas também fazem roupa sob encomenda.

 

“O ofício da costura está em família. Transformar um pedaço de tecido em uma peça de roupa que pode ser única é algo encantador, que nos deixa realizadas.  Sou muito feliz por fazer parte deste universo”, disse Renata.

 

Confira abaixo o nosso bate papo com a Renata. E veja na nossa página no Facebook mais fotos do trabalho das duas. 


 

Renata fazendo molde. Foto de arquivo pessoal

1.  Como o mundo da costura entrou na sua vida?

Desde criança eu via a minha mãe costurar. Eu mexia na máquina dela, no parafuso de trocar a agulha, no zig zag, observando como que cada vez que girava o seletor da máquina o ponto ia ficando mais largo ou estreito. 

Na juventude, meu contato maior foi com a máquina industrial. Aprendi o bordado feito neste tipo de máquina, fazia trabalhos de costura criativa e trabalhava bordando para uma confecção.

Depois, fui trabalhar em empresas na área administrativa, mas, percebia em mim que faltava algo profissionalmente. O gosto pela costura e seu mundo, era algo que eu gostava muito.

Em 2012, decidi a aprender a costurar com a minha mãe, mas como chegava muito cansada do trabalho não conseguia acompanhar as lições dadas. Em junho de 2013, após problemas de saúde, resolvi a assumir de vez esta maravilhosa profissão.


Renata na máquina de costura. Foto de arquivo pessoal. 


2. Quando você teve seu primeiro contato com o Corte Centesimal?

Eu lembro que ia buscar no Prado os kits do Sistema Moldecópia pra minha mãe. Eu ficava pensando como aqueles furos, marcações nas chapas de moldes poderiam se transformar em uma peça de roupa.


Dona Geralda costurando. Foto de arquivo pessoal. 


3. Como você aprendeu o Sistema Moldecópia?

Aprendi com a minha mãe. Ela me ensinou tudo sobre o Sistema Moldecópia.

Renata e dona Geralda com uma aluna. Foto de arquivo pessoal.


4. Como foi esse processo de aprendizagem? Quais foram as suas dificuldades?

De início, eu achava tudo difícil. Contudo, tive sorte de ter a minha mãe, que é costureira e instrutora do Sistema Moldecópia para poder me orientar. Mas, mesmo assim percebi que somente com a minha dedicação eu poderia compreender melhor a metodologia. 

Foto do Instagram da Renata.


5. Como você vê o trabalho da modelagem para a confecção das roupas?

A modelagem é fundamental para que uma roupa saia perfeita. É através dela que desenvolvemos um modelo. Seja ele criado por um estilista, ou a partir de uma foto, ou de uma imagem.  É a materialização da criação. Quem a executa tem grande responsabilidade nas mãos porque tem que considerar a ergonomia, caimento dos tecidos, vestibilidade etc.

Dona Geralda e a filha Renata com o livro A Costura e Seus Segredinhos. Foto de arquivo pessoal. 


6. Você tinha alguma dificuldade em especial, antes de aprender o Sistema Moldecópia, que você tenha solucionado depois de aprender?

Eu sempre trabalhei com o Sistema Moldecópia, mas já fiz curso com outro método, e vejo vídeos com outros métodos também. Posso garantir que o Sistema Moldecópia é ótimo, excelente, porque é preciso. Ele me dá base para qualquer outro método que eu possa vir a aprender.

Renata com o vestido vermelho feito por ela.


7. E qual peça que você já fez que te deu mais orgulho?

Sempre que posso faço roupas pra mim. Não é porque a gente é costureira que tem tempo de costurar para nós mesmas.  Então sempre que posso faço calças e blusas, de diversos modelos. Mas, tem um que eu fiz que achei muito bacana: um vestido midi vermelho, de manga comprida com decote na frente para ir em um casamento.


8. Qual molde foi um desafio para você?

Acho que o corpinho é um desafio. Saber usar as transferências de pence adequadamente, compreender que cada corpo é de um jeito, requer estudo, conhecimento do profissional para que tudo saia perfeito, sem dar papos, folgas.

9. Quais recomendações você faria pra quem quer aprender corte e costura?

Costurar requer amor, paciência, dedicação, repetição, estudo. Percebo que as pessoas querem aprender tudo muito rápido e não querem passar pelo processo de erros, tentativas. Elas querem fazer algo que vai dar certo de imediato e com modelos complicados. É fundamental ter uma boa base, fazer um bom curso básico de corte e costura, modelagem para depois fazer modelos mais avançados, complexos.




10. Quais são as suas referências e pessoas que te inspiram?

O ofício da costura está em família. Minha primeira inspiração foi minha tia Maria, já falecida, e a minha própria mãe.  Sempre vejo vídeos, leio livros sobre esta maravilhosa arte. Transformar um pedaço de tecido em uma peça de roupa que pode ser única é algo encantador, que nos deixa realizadas.  Sou muito feliz por fazer parte deste universo.


 

11. Onde você divulga os seus trabalhos? E quais são os seus contatos?

Instagram: @rgatelierdecostura

E-mail: renatasilva.maria@gmail.com

Tel: 31 3336 4275 / 99764 2617 (Whatsapp)



TRABALHA COM OS NOSSOS MATERIAIS?
Se você também trabalha com o “Método de Corte Centesimal” ou com o “Sistema Moldecópia”, para fazer as modelagens das suas peças, marque a gente nas suas fotos nas redes sociais e use a hashtag #cortecentesimal, para que possamos te achar.

E quando fizer alguma publicação nos stories, escreva o nosso perfil do Instagram @cortecentesimal para que a gente possa compartilhar.

Queremos conhecer a sua história e divulgar o seu trabalho. Ou envie as suas fotos e o texto para o nosso e-mail: atendimento@cortecentesimal.com.br.

SIGA O CORTE CENTESIMAL
Para saber mais sobre nossos produtos, visite o nosso site e as nossas mídias sociais.

SITE: www.cortecentesimal.com.br
LOJA VIRTUAL (E-Commerce):www.lojacentesimal.com.br
FACEBOOK: https://www.facebook.com/cortecentesimaloficial/
INSTAGRAM: @cortecentesimal
Blog Modelagem do Vestuário:
modelagemdovestuario.blogspot.com.br
YOUTUBE: Corte Centesimal
Telefone: (31) 3537-5292
WhatsApp: (31) 97149-5676 (Horário comercial - 9h às 12h e das 14h às 18h - Segunda à Sexta)
E-mail: atendimento@cortecentesimal.com.br

quarta-feira, 10 de março de 2021

Conheça a dona Dora

Dona Dora, a criadora do Sistema Moldecópia. 

Não poderíamos deixar de homenagear nesta semana, uma mulher incrível que faz parte de tudo que somos. Vamos falar sobre a dona Dora, que aos 91 anos, continua com a mesma paixão pela arte da modelagem.

Dora Teixeira, filha e continuadora dos criadores do Corte Centesimal, ainda criança começou a nutrir uma paixão e admiração pelo trabalho da mãe. A empresária, profunda conhecedora dos segredos da modelagem, manteve, por mais de 60 anos, o ritmo de trabalho das pessoas que promovem o aprendizado como um processo de crescimento e de geração de oportunidades.

Dona Dora aprendeu a costurar muito nova e desde os 16 anos de idade já ajudava no dia a dia do Corte Centesimal, atendendo as professoras que chegavam para comprar material, enquanto a mãe dava aulas. Anos mais tarde, com a aposentadoria da mãe, assumiu praticamente todo o trabalho do Corte Centesimal.

Dona Dora com a 8ª Edição do Sistema Moldecópia.

Na virada da história dos anos setenta, quando as mulheres passam a ter um papel maior no mundo profissional, dona Dora viu que havia lugar para um sistema de modelagem que fosse mais direcionado aos novos tempos.

Criou então o Sistema Moldecópia, baseado no Método de Corte Centesimal, com a mesma lógica, mas com a diferença de ter moldes básicos nos vários tamanhos, o que é bastante adequado à indústria da confecção, e adaptáveis às diferenças dos corpos, quando necessário.

Aliás, durante a sua gestão Dora criou, não só o Sistema Moldecópia, mas também diversos produtos voltados para o ensino e o aperfeiçoamento da modelagem de roupas.

A inserção do Corte Centesimal na história da moda brasileira foi assegurada na atuação de Dora, que vivenciou as mudanças importantes no mundo e na sociedade. No início, na era de dona Carmen, as mulheres aprendiam o corte e a costura por uma necessidade, fazia parte dos costumes de uma época.

A chegada de Dora também refletiu uma mudança de comportamento. Mais pessoas buscaram aprender o corte e a costura com novos objetivos e, em especial, de ter uma atividade profissional.

Confira aqui, o nosso bate papo com a dona Dora.

Dona Dora com o livro do Sistema Moldecópia. 



1) Como foi o seu início com a costura?

Eu aprendi a modelar e a costurar muito menina. Mamãe me colocou para aprender o Método de Corte Centesimal com uma de nossas instrutoras, porque ela estava sempre muito envolvida com as aulas e o dia a dia da empresa. Ela queria que eu aprendesse sem interrupções. O nome da minha professora era Gabriela, mas nós a chamávamos de dona Biela. Também quis aprender para poder fazer as minhas roupas do jeito que eu queria e no meu estilo.

Só depois aos 21 é que de fato, fiz aulas com mamãe para me aperfeiçoar e poder me tornar uma professora de verdade.

Dona Dora folheando o livro



2) Quando você começou a trabalhar no Corte Centesimal?

Desde muito menina sempre ajudei a mamãe com as tarefas do Corte. E eu sempre busquei ter o meu dinheirinho. Com 16 anos eu já trabalhava fazendo os embrulhos dos estojos e também pintávamos com aquarela as fichas das coleções dos livrinhos. Todas as fichas eram pintadas à mão. Também atendia as professoras que vinham buscar material, enquanto a mamãe estava dando aulas.

A partir de 1960 assumi o Corte Centesimal como gerente. E quando mamãe se aposentou mesmo, eu já estava completamente envolvida com a empresa e já dava muitas aulas também.



3) O que é o Sistema Moldecópia?

O Sistema Moldecópia é o segundo método de modelagem de roupas para tecido plano que nós temos.



4) Como e quando ele foi criado?

Comecei a criar o Sistema Moldecópia em 1962. Durante as aulas que dava, fui observando as dificuldades que algumas alunas tinham e comecei a esboçar uma forma de fazer os moldes básicos com mais agilidade. Antes de criar definitivamente o Sistema Moldecópia em 1968, levei alguns anos testando e aprimorando esses moldes básicos.

O Método de Corte Centesimal, por sua simplicidade e perfeição, tem amplo reconhecimento do mercado. Porém, como falei, durante as aulas, notei que as pessoas apresentavam outras tendências e preferências, além do prazer de traçar os próprios moldes.

Muitas gostavam de tudo mais prático e rápido, ou tinham pouco tempo para se dedicar à costura. Outras amam costurar, tem muita habilidade manual, mas pouca familiaridade com o lápis, papel, régua e esquadro, para riscar ângulos retos e curvaturas. A partir daí, me senti incentivada a criar um sistema que atendesse de modo mais satisfatório estas pessoas. Desta observação, surgiu o Sistema Moldecópia.

O Moldecópia também foi criado visando quem queria moldes perfeitos para serem adotados por confecções.



5) Como funciona o Sistema Moldecópia?

Desenvolvido a partir do Método de Corte Centesimal, o Moldecópia é um método de modelagem em que os moldes básicos já se apresentam traçados em cartão plastificado. Buscando uma forma de obter os moldes de maneira mais rápida e, ao mesmo tempo, preservando a exatidão do Método de Corte Centesimal, eu adaptei o uso de suas Escalas para atender o Moldecópia.

Através das Escalas garante-se a proporção dos traçados e das modelagens, sem depender de cálculos ou contas.

Os moldes permitem traçar roupas perfeitas, de caimento impecável, nos tamanhos desde o os infantis, até o manequim 54, para um adulto com tórax de 126 centímetros. E você constrói as roupas a partir desses moldes básicos que acompanham o livro.

Cada molde do tamanho desejado é obtido pela união de pontos. Eles são marcados através dos orifícios existentes no cartão plastificado e riscados de dois em dois com o auxílio da própria margem do molde. Pode ser obtido também através da cópia do gabarito, em papel transparente.

Os Moldes Básicos que acompanham o material são de fácil destaque. Você determina o tamanho do manequim através da tabela de medidas que está no livro.

Faz as marcações deste tamanho no papel onde será feita a modelagem e faz as alterações para medidas personalizadas = Molde Ideal. A partir do Molde Ideal é traçado qualquer modelo de roupas.

As Escalas do Sistema Moldecópia são letradas e mantem a proporção dos diversos tamanhos. Serão usadas conforme o manequim determinado.

É fundamental seguir a sequência correta do livro, pois ele já foi todo planejado para ensinar numa sequência de graus de dificuldade.

À medida que as alunas foram se entusiasmando com os resultados obtidos, o Moldecópia foi se expandindo também.

Em 2017, o Sistema Moldecópia chegou na 8ª Edição. Esperamos que o Sistema Moldecópia também contribua para a formação de profissionais cada vez mais preparados e capacitados para atuar no mercado da moda, com um diferencial competitivo e que, assim, se destaquem em suas áreas de atuação.


8ª Edição do Sistema Moldecópia


O QUE ACOMPANHA O LIVRO DO SISTEMA MOLDECÓPIA
O livro do Sistema Moldecópia está na 8ª Edição. Acompanha do Livro do Sistema Moldecópia: Jogo de Escalas, que irão manter a proporção na modelagem; Conjunto de Moldes Básicos, em cartão plastificado e com as marcações dos manequins furadas, sendo: Corpinho e Calça – Frente e Costas, Gola, Manga e Saia, nos tamanhos 22 ao 54, e um Esquadro auxiliar, feito do mesmo material.

Tudo dentro de uma sacola de TNT. E junto, como cortesia, vai um conjunto de Molde.Miniatura (Mm22). A nova edição traz uma apresentação dos traçados da modelagem de uma maneira mais detalhada com mais desenhos e textos explicativos. Está tudo novo. Não só o livro como também o restante do material.

É proibida a venda separada do material. As Escalas e os Moldes Básicos são partes integrantes do Livro e não podem ser vendidos separadamente.

Link para a Loja:
http://www.centesimal.com.br/sistema-moldecopia


COMO ADQUIRIR OS PRODUTOS DO CORTE CENTESIMAL?
Todos os nossos produtos estão disponíveis na nossa loja virtual, onde você encontra várias opções de pagamento, seja através de boleto bancário, ou também pelo cartão de crédito ou débito. Além do pagamento à vista, você tem também a opção de pagamento parcelado, em até 3 (três) vezes, sem juros. Acesse a nossa loja: http://www.lojacentesimal.com.br. 

Ou se você preferir, pode adquirir nossos produtos diretamente conosco, pelo e-mail atendimento@cortecentesimal.com.br, através de depósito bancário na nossa conta do Banco do Brasil.

Em caso de dúvidas, escreva para atendimento@cortecentesimal.com.br.